Jateamento

A inspiração para criar a máquina de jateamento foi a ação da natureza. Ao observar as marcas de uma grade fixadas em uma vidraça após uma tempestade de areia, Tilgman constatou que a força da areia poderia ser aproveitada de alguma forma. A partir dessa análise, o processo foi evoluindo para os mais modernos equipamentos tecnológicos e ainda pensando na segurança de quem o manuseasse, garantindo a modernidade de uma técnica utilizada até os dias atuais.

O jateamento passou a ter relevância para diversos problemas de estruturas metálicas que surgiram anos antes, em 1862, com a Guerra Civil Americana. Os navios construídos em aço tinham grande superioridade em comparação aos navios de madeira, mas tinham problemas de fixação da tinta da pintura e de incrustação. Com o jateamento, esses problemas foram resolvidos de maneira eficaz, com a qual se pode obter um excelente grau de limpeza, rugosidade e acabamento superficial.

Com o passar dos anos, o jateamento passou a ser uma importante máquina de precisão industrial para diversos setores, principalmente o aeronáutico, cuja manutenção através das máquinas de jato aumentaram a sua popularização. Entre as mais importantes utilidades do jateamento, estão: limpeza, acabamento, desrebarbamento, gravação e o shot-peening.