Tipos de abrasivos

A seleção do tipo de abrasivo é determinada em função das propriedades físicas dos materiais a serem usinados.

A - Óxido de Alumínio Cinza ou marrom:

Aços Carbono, sem tratamento térmico, forjados, fundidos, uso geral.

AA - Óxido de Alumínio Branco:

Aços temperados, comentados, alta liga utilizados na construção de ferramentas de corte, etc.

DA - Óxido de Alumínio Cinza:

Óxido de Alumínio Branco:

Mistura proporcional de A + AA possui propriedades intermediárias aos dois componentes acima.

DR - Óxido de Alumínio Rosa (DR):

Propriedades semelhantes ao AA, porém mais friável, indicado para a afiação de frezas, escariadores, machos, retificação de grandes áreas de contato, em aços sensíveis ao calor. Pontas montadas.

C - Carbureto de Silício Preto:

Ferro fundido comum, metais não ferrosos, materias não metálicos.

GC - Carbureto de Silício Verde:

Widia, vidro, pedras semi-preciosas, etc.

TAMANHO DO GRÃO (NORMA FEPA/ABNT)

Observa classificação internacional através de um sistema de peneiras, sendo designado pelo número que corresponde a divisão linear da área de uma polegada quadrada. Dessa forma, quanto mais fino for o grão, maior é seu número na escala da granulometria. Grãos mais grossos permitem maior remoçãode material enquanto os mais finos produzem melhor acabamento.

Frequentemente na construção do corpo abrasivo, utiliza-se uma composição de grãos definida como combinação, identificada por um número colocado após o grão nominal.

A46.3 - P6 - V

Este número representa a faixa granulométrica que está sendo utilizada, dentro da qual os grãos agem como suporte entre si, aumentando a resistência do rebolo e permitindo maiores pressões de corte.

TIPO DE LIGA

Liga ou aglutinante é o material que une os grãos abrasivos entre si, formando o rebolo.

DUREZA

É a maior ou menor capacidade da liga em reter as particulas abrasivas que constituem um rebolo. O grau de dureza certo para determinado trabalho, é aquele que solta os grãos abrasivos a medida que os mesmos vão perdendo seu poder de corte, expondo continuamente, novas arestas. No conjunto de especificação é representado por letras, sendo sua resitência determinada pela porcentagem de liga utilizada.

ESTRUTURA

É o fator que estabelece a relação de espaçamento dos grãos abrasivos entre si. Sua seleção é feita em função da área de contato peça/rebolo. Um contato amplo entre peça e rebolo requer maior espaçamento entre os grãos enquanto pequenas áreas de retificação requerem rebolos mais densos. É representada por números que vão de 1, mais densa, até 15, a mais aberta.